Reitores

  • 2010 - 2014

    Clélio Campolina Diniz

    Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1970), graduação em Engenharia de Operação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1967), especialização em Especialización Desarollo y Planificación pelo Instituto Latinoamericano de Planificacion Económica y Social (1971), mestrado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1978), doutorado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1987) e pós-doutorado pela University Of Rudgers (1991). Ex-diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG e ex-diretor presidente do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec). É professor emérito da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, atuando principalmente nos seguintes temas: economia regional, desenvolvimento econômico, economia da tecnologia, economia brasileira e economia de Minas Gerais. Possui mais de 100 trabalhos publicados no Brasil e no exterior. Foi ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (março a dezembro de 2014).

  • 2006 - 2010

    Ronaldo Tadêu Pena

    Engenheiro Eletricista pela Universidade Federal de Minas Gerais (1970), Mestre em Engenharia Biomédica pela Coppe -Universidade Federal do Rio de Janeiro (1973) e Ph.D. em Engenharia Elétrica pela Universidade do Texas em Austin (1983). Iniciou sua carreira acadêmica na UFMG em 1974, como professor assistente do Departamento de Engenharia Eletrônica. Desde então trabalhou em Regime de Dedicação Exclusiva como professor e pesquisador da Universidade. Foi chefe do Departamento de Engenharia Eletrônica (1974-78, 1984-86, 1999-2000) e diretor da Escola de Engenharia (1990-94). Presidiu a Sociedade Brasileira de Automática (1989-91). Liderou a criação do curso de graduação em Engenharia de Controle e Automação sendo o seu primeiro coordenador (1997-99). Orientou diversos trabalhos de mestrado e doutorado no Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica. Na gestão da Reitoria 2002-2006, foi pró-reitor de Planejamento da UFMG, corresponsável pela condução do Projeto Campus 2000 e pela concepção do Projeto Parque Tecnológico de Belo Horizonte, do qual é o diretor-presidente, desde 2010.

  • 2002 - 2006

    Ana Lúcia Almeida Gazzola

    Nascida em Três Corações (MG), em 1950, graduou-se pela Faculdade de Letras (Fale) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1973. Doutora em Literatura Comparada pela UNC, em Chapel Hill, concluiu pós-doutorado na Duke University, em 1994. Foi professora visitante da Portland State University e da University of North Carolina. Ocupou diversas funções acadêmicas na Fale-UFMG. Foi membro do Comitê Assessor de Letras e Linguística do CNPq e da comissão de especialistas em ensino de Letras da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação. Foi também pró-reitora de pós-graduação (1987 a 1992) e vice-reitora na gestão do professor Francisco César de Sá Barreto. Em 2010 assumiu o cargo de secretária de Estado de Desenvolvimento Social e, em 2011, de secretária de Educação do Estado de Minas Gerais.

  • 1998 - 2002

    Francisco César de Sá Barreto

    Nascido em Fortaleza (CE) em 1940, graduou-se em Física pela UFMG em 1965 e obteve os títulos de mestre e de doutor em Física pela University of Pittsburgh (EUA), em 1969 e em 1971, respectivamente. É professor emérito e professor titular (aposentado) da UFMG. Foi professor visitante em Freiburg Universität., Alemanha (1975), Institut J. Stefan, Eslovênia (1983), Harvard University, Estados Unidos (1998) e University of Houston, Estados Unidos (1993). É integrante de conselhos de associações científicas, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e Academia Brasileira de Ciências. Foi pró-reitor de Pesquisa da UFMG (1991/1994); secretário de Educação Superior do MEC (2002) e diretor-presidente do BH-Tec - Parque Tecnológico de Belo Horizonte (2009/2010). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada. Possui 95 trabalhos publicados e 15 teses de pós graduação orientadas. É presidente da Comissão do Plano Nacional de Pós-graduação-2011/2020.

  • 1994 - 1998

    Tomaz Aroldo da Mota Santos

    Nascido em Itapeipu (BA), pertencente ao município de Jacobina, em 1944, graduou-se em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1968. Doutor em Ciências (1977), especializou-se em Imunoparasitologia e realizou pós-doutorado em Imunologia no Instituto Pasteur, Paris, entre 1986 e 1988 . Dedicou boa parte de sua carreira acadêmica ao estudo da dinâmica reprodutiva e da erradicação do Schistosoma mansoni, causador da esquistossomose. Publicou grande número de trabalhos no campo da Imunobiologia. Foi coordenador de colegiados de cursos de graduação e pós-graduação do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), onde também ocupou o cargo de diretor. Exerceu, ainda, a função de pró-reitor de Extensão. Foi nomeado reitor da UFMG em 1994.

  • 1990 - 1994

    Vanessa Guimarães Pinto

    Nascida em Carlos Chagas (MG), em 1944, concluiu o curso secundário em Itambacuri (MG). Em 1967, licenciou-se e bacharelou-se em Pedagogia pela Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Especializou-se em Educação e fez cursos de aperfeiçoamento em Sociologia do Desenvolvimento e em Alfabetização. Em 1964, iniciou-se no magistério em colégios de Belo Horizonte. Em 1967, passou a integrar o corpo docente da FaE, onde, em 1985, tornou-se professora adjunta do departamento de Administração Escolar. Foi coordenadora do Núcleo de Assessoramento Pedagógico da Escola de Enfermagem da UFMG (1973/74) e do Projeto de Capacitação dos Professores e Especialistas da Escola Normal da UFMG. Ocupou as diretorias do Centro Pedagógico e da FaE, e a pró-reitoria de Graduação (1968 a 1990). Em Brasília, chefiou a Secretaria do Ensino Superior do MEC. Membro do Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais, assumiu a reitoria da UFMG em 1990. Em 1998 foi secretária adjunta da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Minas Gerais e, em 2003, tomou posse como secretária de Estado de Educação de Minas Gerais. Recebeu o título de professor emérito da UFMG, em 2005.

  • 1986 - 1990

    Cid Veloso

    Nascido na mineira Piumhi, em 1936, graduou-se em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1961. Livre-docente em Cardiologia pela Faculdade de Medicina da UFMG, tornou-se especialista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Ocupou os cargos de vice-diretor e diretor da Faculdade de Medicina, vice-presidente da Associação Brasileira de Educação Médica (1981 a 1983) e presidente da Associação Médica de Minas Gerais. Em 1983, tornou-se membro efetivo do Conselho Curador da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) e, em 1985, representante do MEC no Estado junto à Comissão Interinstitucional de Saúde. Assumiu a reitoria da UFMG em 1986. Foi também presidente da Caixa de Assistência à Saúde (Casu) da Universidade. Em 2014, foi eleito membro titular da Academia Mineira de Medicina.

  • 1982 - 1986

    José Henrique Santos

    Nascido em Paracatu (MG), em 1934, bacharelou-se em Filosofia pela Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1959. Lecionou na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) da UFMG e foi, na Alemanha, professor convidado da Albert-Ludwigs Universitaet de Freiburg im Breisgau, onde concluiu curso de especialização em 1964. Vice-reitor da UFMG no mandato do professor Celso de Vasconcelos Pinheiro (1978 a 1982), foi nomeado reitor em 1982. Lecionou também na alemã Universitaet Tübingen, em 1988. Tornou-se membro da Academia Mineira de Letras em 1992.

  • 1978 - 1982

    Celso de Vasconcelos Pinheiro

    Nascido em Belo Horizonte, em 1931, graduou-se pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1954. Em 1959, tornou-se especialista em Urbanismo pela Instituição e foi, até 1965, conservador-chefe do Museu de Arte de Belo Horizonte. Ocupou o cargo de assessor de Planejamento Urbano do Conselho Municipal de Planejamento e Desenvolvimento da capital mineira. Em 1975, exerceu o cargo de diretor executivo do Conselho de Graduação da UFMG, onde, um ano depois, foi pró-reitor de Graduação. Foi também secretário municipal de Planejamento e Coordenação Geral da prefeitura de Belo Horizonte. Reitor nomeado em 1978, ocupou também a diretoria da Escola de Arquitetura por duas vezes.

  • 1974 - 1978

    Eduardo Osório Cisalpino

    Nascido na mineira Barbacena, em 1920, graduou-se em Medicina pela Universidade de Minas Gerais (UMG), em 1957. Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), lecionou na Faculdade de Odontologia e Farmácia e no Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG. Em 1968, ocupou o cargo de diretor do Conselho de Pesquisa da UFMG. Foi também coordenador do Centro Regional de Pós-graduação da Região Centro-Oeste e diretor do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, onde recebeu o título de professor emérito. A partir de 1957, assumiu a função de bacteriologista do Departamento Nacional de Endemias Rurais. Foi nomeado reitor em 1974.

  • 1969 - 1973

    Marcelo de Vasconcelos Coelho

    Nascido em João Pessoa, na Paraíba, em 1930, fez os cursos primário e secundário em Recife, onde também se formou pela Faculdade de Medicina. Em 1955, foi professor na Escola Baiana de Medicina e na Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco. Em 1957, passou a lecionar na Faculdade de Filosofia da Universidade de Recife. Em Minas Gerais, a partir de 1959, lecionou na Escola de Saúde Pública e na Faculdade de Odontologia da Universidade de Minas Gerais (UMG). Em 1960, passou a lecionar na Faculdade de Medicina da UMG, onde também foi diretor. Participou, na Rússia, de seminários internacionais da World Health Organization. Foi médico do Ministério da Saúde, pesquisador do Laboratório de Leishmaniose e chefe do Centro de Pesquisas René Rachou do Instituto de Endemias Rurais. Ocupou o cargo de reitor da UFMG de 1960 a 1973.

  • 1967 - 1969

    Gerson de Brito Melo Boson

    Nascido em Piracuruca (PI) em 1914, fez os primeiros estudos em Teresina, capital do Piauí. Concluiu os estudos secundários em 1937. Bacharelou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UMG), em 1944. Lecionou no Colégio Padre Machado, de Belo Horizonte, e voltou ao estado natal em 1947. No Piauí, permaneceu no magistério oficial do estado até 1949. Em 1951, retornou a Belo Horizonte. Um ano depois, foi nomeado Inspetor Federal de Ensino do Ministério da Educação. Lecionou nas faculdades de Filosofia e de Ciências Econômicas da UMG. Em 1952, passou em concurso e ingressou também na Faculdade de Direito da Instituição. Foi nomeado reitor em 1967. Antes de ocupar a reitoria, foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, advogado geral e secretário de Educação do governo do Estado.

  • 1964 - 1967

    Aluísio Pimenta

    Nascido em Peçanha (MG), em 1923, fez os primeiros estudos em Conceição (MG) e concluiu o secundário na terra natal. Em Belo Horizonte, matriculou-se na Faculdade de Farmácia de Minas Gerais, onde fez o curso complementar e a graduação. Trabalhou como professor do ensino secundário, em instituições como o Colégio Estadual. No ensino superior, obteve, na Universidade de Minas Gerais (UMG), cátedras nas faculdades de Farmácia e de Filosofia. Foi eleito reitor da UMG em 1964. Foi também reitor da Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg).

  • 1961 - 1964

    Orlando Magalhães Carvalho

    Nascido na mineira Pouso Alegre, em 1910, concluiu os primeiros estudos em Passos (MG) e na terra natal. Bacharelou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UMG) em 1931. De 1932 a 1940, foi professor do Colégio Batista de Belo Horizonte e um dos fundadores do Colégio Marconi. Em 1939, passou a lecionar na Faculdade de Filosofia da UMG, onde ocupou a cadeira de Língua e Literatura Francesas. De 1937 a 1942, lecionou Psicologia e Lógica na Seção Pré-Jurídica do Colégio Universitário. Em 1938, passou a lecionar na Faculdade de Direito da Universidade. Exerceu vários cargos públicos em Minas Gerais, como a diretoria do Departamento de Administração Municipal. Na UMG, integrou o Conselho Universitário e foi vice-reitor de 1953 a 1958. Assumiu a reitoria em 1961.

  • 1958 - 1960

    Pedro Paulo Penido

    Nascido em Belo Horizonte, em 1904, fez os estudos primários na cidade natal. Em 1924, formou-se em Odontologia. Ingressou no Serviço de Saúde da Polícia Militar, onde ocupou diversos cargos e patentes. Foi presidente da Sociedade de Odontologia de Belo Horizonte e da Federação Odontológica Brasileira. Colaborou em revistas especializadas de todo o país e fez conferências na Argentina e no Chile. Em 1944, foi contratado como professor da Faculdade de Odontologia e Farmácia, onde, seis anos depois, assumiria o cargo de diretor. Participou de várias comissões de catedráticos nas universidades de São

  • 1955 - 1958

    Lincoln Prates

    Nascido na mineira Montes Claros, em 1889, fez os primeiros estudos na terra natal e concluiu os preparatórios no Ginásio Mineiro de Belo Horizonte. Bacharelou-se na Faculdade de Direito, em 1911. Durante anos, além do magistério, exerceu a magistratura. Em 1918, passou a lecionar na Faculdade de Direito, onde também foi diretor e vice-diretor. No curso de Bacharelado, lecionou Processo e Direito Comercial até junho de 1935. Catedrático de diversas disciplinas, inclusive do doutorado, criado no início da década de 30, foi nomeado reitor em 1955. Faleceu em Belo Horizonte, em 1970.

  • 1952 - 1955

    Pedro Paulo Penido

    Nascido em Belo Horizonte, em 1904, fez os estudos primários na cidade natal. Em 1924, formou-se em Odontologia. Ingressou no Serviço de Saúde da Polícia Militar, onde ocupou diversos cargos e patentes. Foi presidente da Sociedade de Odontologia de Belo Horizonte e da Federação Odontológica Brasileira. Colaborou em revistas especializadas de todo o país e fez conferências na Argentina e no Chile. Em 1944, foi contratado como professor da Faculdade de Odontologia e Farmácia, onde, seis anos depois, assumiria o cargo de diretor. Participou de várias comissões de catedráticos nas universidades de São

  • 1949 - 1952

    Octávio Coelho de Magalhães

    Nascido no Rio de Janeiro, em 1890, estudou no Colégio Alemão e, em seguida, bacharelou-se em Ciências e Letras no Colégio Alfredo Gomes. Ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Diplomou-se pelo curso do Instituto Oswaldo Cruz em 1908 e, em 1913, doutorou-se pela Faculdade de Medicina de Belo Horizonte, onde passou a lecionar e exerceu os cargos de diretor e de vice-diretor. Foi também veterinário do Posto de Observação e Enfermaria Veterinária de Belo Horizonte, órgão do Ministério da Agricultura e Comércio. Nomeado reitor da Universidade de Minas Gerais em 1949, dedicou o primeiro ano de sua gestão à meta de conseguir a federalização da Universidade.

  • 1946 - 1949

    Manoel Pires de Carvalho e Albuquerque

    Nascido em Peri-Peri (BA), graduou-se em Engenharia Civil pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Em 1903, ingressou como engenheiro na Estrada de Ferro Central do Brasil. De 1914 a 1920, foi professor da Escola de Engenharia de Juiz de Fora, onde também assumiu o cargo de diretor. Em 1922, já em Belo Horizonte, passou a lecionar na Escola de Engenharia, como livre-docente da cadeira de Estradas de Ferro e Rodagem. Nomeado reitor em janeiro de 1946, ressaltou como sua principal meta a construção do campus Pampulha. Sob seu reitorado, foram instalados os trabalhos da Comissão de Construção da Cidade Universitária. Foi presidente do Conselho Regional de Engenharia por dez anos. Faleceu em Belo Horizonte, no mês de dezembro de 1961.

  • 1944 - 1945

    Alcindo da Silva Vieira

    Nascido no Distrito Federal, em 1888, fez o curso secundário no Rio de Janeiro. Formou-se em Engenharia de Minas e Civil pela Escola de Minas de Ouro Preto. De 1913 a 1918, ocupou o cargo de Engenheiro da então Secretaria da Agricultura e Obras Públicas. Como construtor, realizou importantes obras de saneamento em todo o estado de Minas Gerais, além de edifícios de grande porte em Belo Horizonte. Fez do magistério, iniciado em 1925, sua principal atividade, dedicando-se, por vários anos, à Escola de Engenharia, onde foi também diretor. Assumiu o reitorado em 1944. Apesar da curta duração de seu mandato, participou ativamente da Comissão de Planos de construção da Cidade Universitária. Faleceu em 1945, em Belo Horizonte.

  • 1941 - 1944

    Mário Casassanta

    Nascido em Camanducaia (MG), em 1898, fez os primeiros estudos na terra natal e os preparatórios no Ginásio São José, de Pouso Alegre, cidade onde se formou na Escola de Farmácia. Bacharelou-se em 1925, na Faculdade de Direito de Minas Gerais. Dedicou boa parte de sua carreira às atividades pedagógicas. Foi professor em diversos colégios de Belo Horizonte e também do Distrito Federal. Em 1938, ingressou como professor da Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais. Foi um dos fundadores da Faculdade de Filosofia da Instituição. Atuou também como promotor de justiça e inspetor geral da Instrução Pública do Estado. Ocupou os cargos de diretor dos departamentos de Educação do Distrito Federal e de Minas Gerais e do Centro de Pesquisas Educacionais. Foi reitor da UMG por dois mandatos - novembro de 1930 a abril de 1931, e de julho de 1941 a setembro de 1944. Faleceu na cidade de Belo Horizonte, em 1963.

  • 1937 - 1941

    Francisco José de Almeida Brant

    Nascido em Diamantina (MG) no ano de 1866, fez os primeiros estudos no Seminário da cidade natal e os preparatórios em Ouro Preto. Bacharelou-se na Faculdade de Direito de São Paulo, em 1889. De regresso a Diamantina, foi professor na Escola Normal. Juiz de Direito da Comarca de Teófilo Otoni, foi também diretor geral dos Correios de Minas Gerais. Em 1912, ingressou como professor na Faculdade de Direito do Estado, onde foi diretor por várias vezes. Participou ativamente da fundação da Universidade de Minas Gerais, onde ocupou cargo de reitor de 1937 a 1941. Foi o redator de inúmeros documentos constitutivos da Instituição, como estatutos, regimentos e regulamentos. Faleceu na cidade de Belo Horizonte, em 1957.

  • 1933 - 1937

    Otaviano Ribeiro de Almeida

    Nascido em Diamantina (MG), em 1886, estudou no colégio de Cachoeira do Campo e em Belo Horizonte. Concluiu o curso de Farmácia em Ouro Preto e, posteriormente, matriculou-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, onde defendeu tese de doutorado. Em 1917, passou a lecionar na Faculdade de Medicina de Minas Gerais. Foi ainda chefe do Serviço de Cirurgia do Hospital Militar. Ocupou o cargo de reitor da Universidade de Minas Gerais por duas vezes - de maio de 1933 a março de 1934, e de setembro de 1935 a outubro de 1937. Seu primeiro mandato marcou-se pelo enfrentamento de difíceis obstáculos, conseqüência de medidas de emergência aplicadas na Universidade pelo Governo do Estado. Em reconhecimento a seu esforço na defesa da Instituição, o Conselho Universitário distinguiu-o em ata com um voto de agradecimento. Posteriormente, o documento serviu de motivo a sua segunda nomeação para o cargo de reitor, pelo próprio Governo de Estado. Faleceu em 1940, em Belo Horizonte

  • 1931 - 1933

    Lúcio José dos Santos

    Nascido em Cachoeira do Campo (MG), em 1875, Lúcio José dos Santos fez os primeiros estudos na terra natal. Em 1888, matriculou-se no Seminário de Mariana. Quatro anos depois, ingressou na Escola de Minas de Ouro Preto, onde se formou em Engenharia Civil e de Minas sendo, posteriormente, professor naquela instituição. Lecionou também em vários estabelecimentos de ensino secundário de Minas Gerais. Em 1896, foi eleito vereador da Câmara Municipal de Ouro Preto. Diplomou-se em Direito na Universidade de São Paulo, em 1908. Em 1922, foi nomeado professor da Escola de Engenharia da Universidade de Minas Gerais (UMG). Militou na imprensa e exerceu a direção de diversos órgãos públicos, como a Instrução Pública de Minas Gerais e a Escola de Aperfeiçoamento. Em 1931, foi nomeado reitor da UMG. Autor de obras científicas importantes, foi condecorado em diversos países. Faleceu na cidade de Belo Horizonte, em 1944.

  • 1930 - 1931

    Mário Casassanta

    Nascido em Camanducaia (MG), em 1898, fez os primeiros estudos na terra natal e os preparatórios no Ginásio São José, de Pouso Alegre, cidade onde se formou na Escola de Farmácia. Bacharelou-se em 1925, na Faculdade de Direito de Minas Gerais. Dedicou boa parte de sua carreira às atividades pedagógicas. Foi professor em diversos colégios de Belo Horizonte e também do Distrito Federal. Em 1938, ingressou como professor da Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais. Foi um dos fundadores da Faculdade de Filosofia da Instituição. Atuou também como promotor de justiça e inspetor geral da Instrução Pública do Estado. Ocupou os cargos de diretor dos departamentos de Educação do Distrito Federal e de Minas Gerais e do Centro de Pesquisas Educacionais. Foi reitor da UMG por dois mandatos - novembro de 1930 a abril de 1931, e de julho de 1941 a setembro de 1944. Faleceu na cidade de Belo Horizonte, em 1963.

  • 1927 - 1930

    Francisco Mendes Pimentel

    Nascido no Rio de Janeiro, em 1869, Francisco Mendes Pimentel fez os estudos fundamentais em Minas Gerais e formou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1889. Atuou como promotor de justiça e jornalista. Fundador do Diário de Minas, trabalhou também na direção de A Folha, de Barbacena, e no Jornal do Povo. Em 1904, fundou, ao lado de Azevedo Júnior, a Revista Forense. Como professor, lecionou no Ginásio Mineiro de Barbacena e no Ginásio de Ouro Preto. Em Belo Horizonte, constituiu o Ginásio Anglo-Mineiro. Ingressou no magistério superior, na Faculdade de Direito, em 1899, onde exerceu, por duas vezes, o cargo de diretor. Em 1927, o presidente Antônio Carlos encarregou-o de coordenar o processo de criação da Universidade de Minas Gerais. Em 1941, ingressou no Tribunal de Ética Profissional do Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil. Seis anos depois, foi nomeado árbitro brasileiro na Corte Permanente de Arbitragem de Haia. Faleceu no Rio de Janeiro, em 1957.