Gestão 2018 - 2022

Uma Universidade do seu tempo é aquela que se posiciona firmemente no espaço que habita, vislumbrando soluções e construindo projetos inovadores, mesmo diante dos momentos de adversidade. Assim deve ser uma Universidade pública, diversa e de excelência como a UFMG.

Reitora Sandra Goulart Almeida e vice-reitor Alessandro Moreira
Reitora Sandra Goulart Almeida e vice-reitor Alessandro Moreira Foca Lisboa/UFMG

Princípios

Acreditamos que os seguintes princípios norteiam uma agenda de propostas e servem de reflexão para pensarmos a Universidade que queremos juntos construir:

– Defender o caráter público, gratuito e a identidade acadêmica da UFMG, garantindo seu objetivo de servir ao Estado e à sociedade;

– Praticar uma gestão democrática, com respeito aos órgãos colegiados, em que as políticas sejam resultado da participação e escolha da comunidade acadêmica;

– Promover políticas para o pleno reconhecimento e valorização da excelência acadêmica dos diferentes perfis de atuação docente, seja no ensino, na pesquisa ou extensão;

– Implementar uma política de desenvolvimento, qualificação e motivação dos servidores técnicos e administrativos em educação, em todas as suas áreas de atuação;

– Criar espaços para o protagonismo estudantil, seja com experimentação de metodologias inovadoras nos diversos ambientes de aprendizagem, seja na escolha de percursos curriculares diversificados e interdisciplinares;

Protagonismo estudantil é referência para a gestão
Protagonismo estudantil é referência para a gestão Lucas Braga/UFMG

– Promover ações para apoiar os programas de Pós-Graduação consolidados para que atinjam patamares crescentes de qualidade e ampliem sua atuação internacional e ações específicas para a melhoria dos programas com conceitos ainda não consolidados;

– Promover ações de apoio à pesquisa que atendam as diferentes áreas do conhecimento e as diferentes fases da carreira docente, abrangendo desde o apoio a recém-contratados e recém-doutores até a consolidação da infraestrutura de pesquisa de uso compartilhado e a articulação de redes temáticas de excelência;

– Impulsionar projetos pedagógicos inovadores a partir da experimentação de novas metodologias, incluindo o ensino a distância, e a produção de material pedagógico de qualidade;

– Fortalecer a extensão nas suas dimensões acadêmica e de diálogo com a sociedade, ampliando a abrangência das redes interdisciplinares e interinstitucionais e assegurando a valorização dos diversos produtos originários das ações de extensão;

– Protagonizar a integração do desenvolvimento científico e tecnológico com o ambiente de empresas incubadas, startups e aceleradoras e o parque tecnológico, alavancando a inovação e o empreendedorismo;

Aluna no Laboratório de Estudos sobre o Limnoperna Fortunei (LELF).
Aluna no Laboratório de Estudos sobre o Limnoperna Fortunei (LELF). Lucas Braga / UFMG

– Ampliar as dimensões das ações de internacionalização, articulando os centros de estudos especializados com as atividades de ensino, pesquisa e extensão;

–  Fortalecer as ações culturais na UFMG articulando espaços e projetos e integrando-os às atividades formativas da instituição;

– Institucionalizar ações de esporte e lazer, estimulando a utilização dos espaços da UFMG e do Centro Esportivo Universitário pela comunidade acadêmica;

– Consolidar a política de direitos humanos e ações afirmativas, criando condições para o estabelecimento efetivo de uma cultura da cidadania na vida cotidiana da comunidade universitária;

– Viabilizar a implementação da política de saúde mental da UFMG;

– Fortalecer a política de assistência estudantil, defendendo junto ao governo federal, a consolidação e ampliação do Programa Nacional de Assistência Estudantil;

– Implementar uma política de avaliação institucional, respeitando a diversidade e a execução compartilhada, transparente e democrática dos processos avaliativos;

– Promover, a partir de discussões com a comunidade, o fomento de projetos e ações que assegurem a acessibilidade, a sustentabilidade e a qualidade de vida nos espaços da UFMG;

Acessibilidade: foco da gestão
Acessibilidade: foco da gestão Lucas Braga/UFMG

– Estabelecer, em diálogo com a comunidade, uma política de segurança para os campi e unidades no centro de Belo Horizonte;

– Estruturar uma política de comunicação que articule as estruturas existentes e promova, a partir da cultura da convergência, a prática comunicativa institucional e a interação com veículos externos;

– Investir em sistemas de tecnologia da informação que simplifiquem e aprimorem a gestão administrativa e acadêmica da Universidade;

– Defender um projeto de autonomia universitária de dimensão nacional que garanta os recursos financeiros e os instrumentos adequados para o pleno desenvolvimento do sistema federal de ensino superior;

– Atuar para reverter as medidas do governo federal que reduziram o orçamento das universidades, da educação, da ciência e tecnologia;

Reitoria no campus Pampulha da UFMG
Reitoria no campus Pampulha da UFMG Lucas Braga/UFMG