Notícias Externas

Cadernos Negros integra a história cultural das pessoas afrodescendentes no Brasil

Desde 1978, autores e autoras que trabalham na elaboração da obra têm demonstrado profunda consciência histórica

Coletivo Quilombhoje
Coletivo Quilombhoje Cadernos Negros Volume 40

Cadernos Negros, lançado pela primeira vez em 1978, é uma obra que integra a história cultural das pessoas afrodescendentes no Brasil. A série já chegou ao seu 40º volume, e reúne contos que demonstram a necessidade de se “assumir” uma “negrura bela e forte” e também a “legítima defesa dos valores do povo negro”. 

Desde 1978, autores e autoras que trabalham na elaboração da obra têm demonstrado profunda consciência histórica. De lá para cá, é possível perceber como a pauta se diversificou, e passou a ser vista por outros ângulos. 

Cadernos Negros é publicado pelo Coletivo Quilombhoje, uma instituição sem fins lucrativos que busca fomentar pesquisas acerca da cultura afro. Desde 1980, o coletivo de escritores vem inserindo a africanidade na literatura brasileira e difundindo a experiência literária afro-brasileira.

Atualmente, a Quilombhoje é responsável pela publicação da antologia Cadernos Negros, além de atuar na área editorial e promoção cultural
Para saber mais sobre os Cadernos Negros e o trabalho realizado pela Quilombhoje, o programa Universo Literário conversou com a jornalista, escritora e uma das atuais organizadoras da publicação, Esmeralda Ribeiro.

Ouça a conversa com Michelle Bruck

Cadernos Negros chega aos seus 40 anos, e já tem data marcada para o lançamento da quadragésima primeira edição, que será no próximo mês, em São Paulo. As edições da série podem ser encontradas pelo site.

Produção: Maitê Louzada e Gabriela Sorice, sob orientação de Hugo Rafael e Luíza Glória