Arte e Cultura

Exposição Al-químicos preserva técnicas químicas de fotografia

Mostra está em cartaz no Centro Cultural UFMG

.
Grupo Al-químicos preserva técnicas antigas de fotografia
Divulgação

A era das imagens digitais transformou a fotografia: a técnica desenvolvida desde o século 18, de base química, está perdendo espaço para a produção e impressão de imagens digitais. Pensando não só na preservação mas também na transmissão do conhecimento das técnicas envolvidas no processo da fotografia, está em atividade, há 5 anos, o Al-Químicos, grupo de pesquisa e experimentação com processos de fotografia química, na Escola de Belas Artes da UFMG. E para mostrar o trabalho nessa trajetória, está em cartaz, até o dia 03 de fevereiro, uma exposição que leva o mesmo nome do grupo, Al-Químicos. Professores, funcionários da unidade e alunos expõem 50 obras no Centro Cultural UFMG. Para sabermos mais sobre o grupo, a fotografia de base química e a exposição Al-Químicos,o programa Expresso 104,5 conversou com a graduanda em Artes Visuais, com ênfase em fotografia, gravura e artes gráficas, Adaiany Rodrigues. Ela é uma das expositoras da mostra.

Ouça a conversa com Filipe Sartoreto

A mostra Al-químicos está em cartaz até o dia 03 de fevereiro no Centro Cultural UFMG - Av. Santos Dumont, 174, Centro. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone 3409-8290. Para acompanhar os trabalhos do grupo Al-Químico acesse a página do grupo no Facebook.