Notícias Externas

Ferramenta para web e WhatsApp ajuda a identificar as ‘fake news’

Estimativa de grupo da USP é de que só em junho deste ano cerca de 12 milhões de brasileiros compartilharam notícias falsas

Pesquisadores Roney (à esquerda), Rafael e o professor Thiago Pardo (em pé), integram equipe do projeto
Pesquisadores Roney (à esquerda), Rafael e o professor Thiago Pardo (em pé), integram equipe do projeto Foto: Denise Casatti

Você alguma vez já ficou na dúvida sobre a veracidade de uma notícia ou informação nas redes sociais? Isso não ocorre só com você. De acordo com um levantamento do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação da Universidade de São Paulo (USP), só em junho deste ano cerca de 12 milhões de brasileiros compartilharam notícias falsas.

Mas agora já é possível fazer a verificação da veracidade da informação por meio de uma ferramenta criada para identificar notícias falsas, as fake news. O projeto de Detecção Automática de Notícias Falsas para o Português está sendo desenvolvido por um grupo de pesquisadores da USP e da Universidade Federal de São Carlos (UFScar). A plataforma ainda está em fase de testes, mas já é possível acessá-la via web ou pelo WhatsApp.

O doutorando Roney Lira, em Ciência da Computação pela USP, que é um dos colaboradores do projeto, falou sobre a ferramenta e suas funcionalidades, em entrevista ao programa Conexões, da Rádio UFMG Educativa.

Ouça a conversa com Luíza Glória

Para testar a ferramenta, você pode mandar a mensagem Nilc-FakeNews, via WhatsApp, para o telefone (16) 99424-7598. Após receber a resposta automática, é só enviar a notícia para verificação, com texto de no mínimo 100 palavras.

Produção de Giulliana Santos e Maitê Louzada, sob orientação de Luíza Glória e Hugo Rafael