Institucional

Hospital das Clínicas da UFMG faz 92 anos com pioneirismo e atuação intensa na pandemia

Instituição oferece serviços pioneiros e desenvolve atualmente mais de 300 pesquisas e ensaios clínicos

...
Fachada do hospital: ensino, assistência, projetos e grandes marcosAcervo HC

Em meio à mais grave crise sanitária da história mundial recente, em que uma doença ainda pouco conhecida gera enormes desafios, altera radicalmente o cotidiano e causa inquietação e medo, o Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh celebra hoje (sexta, 21 de agosto) 92 anos de existência. O HC, que se adequou à situação extraordinária reorganizando processos, alterando sua estrutura física e capacitando profissionais para o enfrentamento do novo coronavírus, evolui e se renova com a oferta de serviços pioneiros e a busca incessante por qualidade e segurança na assistência. 

O Hospital das Clínicas passa de nove décadas de ensino e assistência ininterruptos e grandes marcos. Cinquenta anos após o primeiro transplante de órgãos em Minas Gerais, realizado pelo HC, a instituição fez, neste ano, dois procedimentos inéditos em curto período. Em março, realizou o primeiro transplante de fígado em paciente com o vírus HIV; em maio, fez transplante inédito entre duas pessoas vivas: o pai doou parte do seu fígado para a filha de apenas 1 ano de idade. Em 2003, o HC já havia realizado o primeiro transplante hepático intervivos adulto.

“Quando o HC, que já faz transplantes hepáticos há 26 anos, passa a oferecer um novo tipo de procedimento, ele vai ao encontro de uma necessidade de saúde importante de Minas Gerais e, ao mesmo tempo, cria condições para formar novos profissionais aptos a realizar os mesmos procedimentos em outros serviços”, afirma a superintendente do Hospital das Clínicas, professora Andrea Maria Silveira. “No caso do paciente portador do vírus do HIV, o HC também foi pioneiro no estado na assistência às pessoas portadoras do vírus, e este cuidado constitui uma linha de pesquisa importante na instituição, que tem larga experiência no cuidado integral aos pacientes com HIV”. 

Andrea
Andrea Silveira: ao encontro das demandas de MinasAcervo HC

Como hospital universitário, o HC tem a missão de apoiar a formação de profissionais e gerar conhecimento e inovações em saúde. Atualmente, são desenvolvidas no Centro de Pesquisas Clínicas da instituição aproximadamente 300 pesquisas e 38 ensaios clínicos de medicamentos em seu. Entre eles está o Clovid, que vai testar a eficácia da profilaxia com a cloroquina contra o novo coronavírus. A iniciativa é a segunda do tipo no mundo, juntamente com a da Universidade de Oxford. 

Outra iniciativa inédita, lançada neste ano, é o Projeto ILPI BH, parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, que realiza a prevenção da covid-19 em cerca de 1.600 idosos que vivem em instituições de longa permanência da capital. O Hospital das Clínicas, que tem o maior Serviço de Geriatria e Gerontologia do SUS em Minas Gerais, assegura retaguarda especializada a essas pessoas, tanto de forma remota quanto presencial. 

O hospital também segue colecionando certificações e prêmios. Na última semana, o HC conquistou o mais alto selo de eficiência em UTIs do Brasil, o Top Performer, concedido às unidades de terapia intensiva que apresentam alta eficiência, de acordo com a Matriz de Eficiência gerada pelo Sistema Epimed Monitor. De um universo de mais de 1 mil UTIs privadas e públicas avaliadas, apenas 106 foram premiadas.

100% SUS
O Hospital das Clínicas da UFMG atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e integra a rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação. A instituição é referência em procedimentos de média e alta complexidade, principalmente nas áreas de transplante, reprodução humana, cardiologia, neurologia e oncologia.

O corpo clínico-assistencial do HC é formado por 2.600 profissionais de saúde, 350 trabalhadores de áreas administrativas, 1.500 terceirizados e 438 docentes da UFMG de áreas da saúde, que desenvolvem atividades didáticas e de pesquisas na instituição e participam da formação de mais de 640 residentes médicos e multiprofissionais em saúde.

...
Corpo clínico-assistencial é formado por quase cinco mil profissionaisAcervo HC

História de mudanças
Do início das suas atividades, na década de 1920, quando ainda era o Hospital São Vicente de Paulo, até os dias de hoje, o Hospital das Clínicas passou por mudanças físicas, assistenciais e curriculares que o transformaram em referência na formação de profissionais de saúde e no cuidado de alta complexidade no SUS em Minas Gerais.

Em 1955, o Hospital São Vicente de Paulo, o Hospital São Geraldo e o Instituto do Câncer e Radium de BH, que já funcionavam como hospitais-escola da Faculdade de Medicina da UFMG, foram reunidos sob o nome Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina. Na mesma época, o Pavilhão Carlos Chagas foi ampliado e adaptado como sede da Clínica de Doenças Tropicais e da Biblioteca.  

Na década seguinte, mais precisamente em 1962, o antigo prédio São Vicente de Paulo foi demolido para a construção dos blocos que formam hoje o prédio principal do Hospital das Clínicas da UFMG. Em 1967 e 1969, respectivamente, o Hospital Borges da Costa e o Ambulatório Bias Fortes passaram a integrar o complexo hospitalar do HC-UFMG. 

Em 1976, o HC se transformou em órgão administrativamente independente da Faculdade de Medicina, passando a contar com uma diretoria geral escolhida pelo reitor da Universidade e com regimento interno próprio. Em 1986, o estatuto da UFMG definiu o HC-UFMG como órgão suplementar, e em 2004 o hospital se transformou em Unidade Especial da UFMG, mesmo ano em que recebeu do MEC a certificação de hospital de ensino.

Na última década, a instituição pautou as suas ações na busca crescente por qualidade e segurança na assistência com o início do processo para acreditação internacional pela Joint Commission Internacional (JCI), o mais importante órgão certificador de qualidade de instituições de saúde do mundo. Seguindo essa linha, em 2018, ano dos seus 90 anos, o HC realizou o 1º Congresso Internacional Qualidade, Segurança e Sustentabilidade na Atenção à Saúde.

Luna Normand / Assessoria de Comunicação do HC-UFMG