Coberturas especiais

Programa Conexões destaca legado de obra do alemão Karl Marx

Coordenadora do grupo de pesquisa ‘Marxologia: Filosofia e Estudos Confluentes’ falou sobre idéias do filósofo à UFMG Educativa

Karl Marx faria 200 anos no último dia 5 de maio
Karl Marx faria 200 anos em 2018Domínio público / IISH

O filósofo alemão Karl Marx completaria 200 anos no dia 5 de maio. É indiscutível que o seu pensamento é potente e configurou o passado recente da história da humanidade. Marx é um dos pensadores mais influentes da Idade Contemporânea, inspirador de inúmeros movimentos revolucionários do século 20.

Apesar de muito comentadas, as obras de Marx não são devidamente estudadas, o que gera distorções, cria generalizações e acaba por espalhar uma imagem caricatural do pensador.

No programa Conexões, da Rádio UFMG Educativa, a professora Ester Vaisman, do Departamento de Filosofia da UFMG, estudiosa da obra de Marx e coordenadora do grupo de pesquisa Marxologia: Filosofia e Estudos Confluentes, falou sobre algumas das idéias do filósofo Karl Marx.

“Nós podemos afirmar, com toda a certeza, que nós não conhecemos o pensamento do Marx”, defendeu Ester Vaisman, em entrevista foi ao ar nesta segunda-feira, 7.

De acordo com a professora, entre várias razões para esse desconhecimento, destaca-se a instrumentalização que foi feita das reflexões propostas pelo filósofo alemão em suas obras, poucos anos após a sua morte, já no início do século 20.

“[O pensamento de Marx] foi instrumentalizado e utilizado por determinado tipo de organização política, que evidentemente se apropriou e divulgou partes, trechos e frases de seu pensamento, retiradas do contexto em que foram desenvolvidas, com o objetivo de justificar decisões políticas de longo e curto prazo”, afirmou.

Ouça a conversa com Luíza Glória