Institucional

Restaurante Setorial 1, no campus Pampulha, volta a funcionar nesta quarta

Bandejão será reaberto com 40% de sua capacidade; transporte interno está sendo retomado gradualmente

Fachada do Restaurante Setorial 1, no campus Pampulha
Fachada do Restaurante Universitário 1 antes da pandemia: novo layout para garantir segurança sanitária Sisu UFMG

O Restaurante Setorial 1, no campus Pampulha, volta a funcionar nesta quarta-feira, dia 13, com 40% de sua capacidade. A reabertura do bandejão, localizado nas imediações da Escola de Engenharia e da Faculdade de Educação, é mais um passo do processo de retomada gradual das atividades presenciais na UFMG, que adota, a partir deste período letivo, o ensino híbrido emergencial.

O restaurante ficará aberto das 11h às 14h e, além do almoço, servirá café da manhã aos estudantes assistidos pela UFMG (níveis 1, 2 e 3), das 7h às 8h15. Por ora, o serviço de jantar no RU 1 não será retomado.  Estima-se que o restaurante fornecerá cerca de 1,2 mil refeições por dia.

Fechado no início da pandemia, em março de 2020, o estabelecimento ganhou layout especial garantir segurança sanitária a seus usuários. O local passa a contar com número menor de mesas, e cada uma delas tem agora uma estrutura de acrílico que veda a comunicação entre as duas pessoas (máximo permitido) que poderão almoçar simultaneamente. Outros protocolos serão adotados, como aferição de temperatura na entrada, sinalização para higienização das mãos, distanciamento de pelo menos dois metros entre as pessoas, pratos servidos pelos funcionários e a proibição do uso do celular dentro do estabelecimento.

Marco Schaefer, gerente do Programa de Alimentação da Fundação Universitária Mendes Pimentel (Fump), que administra o restaurante, ressalta que, além do empenho de toda equipe para garantir um atendimento seguro, será muito importante a contribuição das pessoas que frequentam o RU. “Estamos felizes com a volta do restaurante universitário. Tudo foi muito pensado, há sinalizações por todo o salão, e nossa equipe está preparada para este momento. Com certeza, a comunidade acadêmica vai colaborar para o êxito das adaptações, evitando conversas e uso de celular, respeitando a distância mínima nas filas e tirando a máscara apenas ao chegar à mesa de refeição”, recomenda o gerente.

Dos cinco restaurantes universitários da UFMG, dois já funcionam desde o ano passado – campus Saúde e Montes Claros – de acordo com rigoroso protocolo de biossegurança – e os outros dois – Faculdade de Direito e Setorial 2, também na Pampulha – permanecem fechados.

Outras opções de alimentação
O restaurante e a lanchonete da Praça de Serviços estão em funcionamento desde o dia 27 de setembro. O restaurante da Praça de Serviços pode atender 60 clientes por vez, e a lanchonete, 20 pessoas. Os dois ambientes foram reabertos em consonância com o protocolo da Prefeitura de Belo Horizonte de prevenção do contágio pelo coronavírus.

No restaurante, que funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h30, são disponibilizadas luvas descartáveis para servir o almoço. A lanchonete funciona das 7h às 17h. Nos dois estabelecimentos, cada mesa tem apenas duas cadeiras, uma de frente para a outra, em lados opostos, e a distância entre as mesas foi alargada. O restaurante mezanino, no piso superior, permanece fechado.

Os frequentadores do campus Pampulha também têm opção de alimentação nos dois serviços de food truck instalados entre a Praça de Serviços e o prédio da Faculdade de Ciências Econômicas. A lanchonete da Associação dos Servidores da UFMG (Assufemg), que fica nas imediações da Escola de Belas Artes, também já está funcionando. Além disso, a Pró-reitoria de Administração (PRA), responsável pela gestão dos contratos de ambientes de alimentação, analisa a possibilidade reabrir lanchonetes em algumas unidades.

Transporte
O transporte interno está sendo retomado gradativamente. A linha 3 (período letivo), que voltou a circular no dia 13 de setembro, terá seu horário de funcionamento estendido até 22h50 a partir desta quarta-feira, 13. A linha 2 (férias e recessos) já vinha operando durante a pandemia. De acordo com a PRA, outras linhas serão retomadas à medida que aumentar a demanda pelo serviço no campus Pampulha.

   

Com Assessoria de Comunicação da Fump