Notícias Externas

Tragédia no Museu Nacional: pesquisadores da UFMG perdem materiais de trabalho

Rádio UFMG Educativa ouviu professor e estudantes de pós-graduação que tiveram seus estudos impactados pelo incêndio

Museu Nacional no Rio de Janeiro
Museu Nacional no Rio de Janeiro, que teve grande parte de seu acervo destruído no último domingoTânia Rêgo/ Agência Brasil

O incêndio que atingiu o Museu Nacional no último domingo não destruiu apenas parte do seu acervo. A instituição conta algumas centenas de professores, profissionais e estudantes de pós-graduação. A grande maioria deles teve suas pesquisas também atingidas pelo fogo. Foram destruídos materiais, laboratórios e documentos. 

O trabalho de pesquisadores da UFMG também foi prejudicado, e até peças do acervo da Universidade foram perdidas durante o incêndio no Rio de Janeiro. A reportagem da Rádio UFMG Educativa ouviu os pesquisadores André Onofre Limírio Chaves e Stefany Sidô Ventura, da pós-graduação em História, e o professor Adalberto José dos Santos, coordenador do Laboratório de Aracnologia do ICB, que falaram sobre o impacto que o incêndio causou na pesquisa que desenvolvem.

Ouça reportagem de Alicianne Gonçalves