A cada três anos, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação examina a qualidade dos programas de pós-graduação brasileiros. Os conceitos resultantes da avaliação variam de 1 a 7:

- Programas que recebem conceito 1 ou 2 são automaticamente descredenciados pelo órgão.
- O conceito 3 significa desempenho regular, que atende a um padrão mínimo de qualidade. 
- Programas que recebem o conceito 5 e 4 são classificados como de bom desempenho, sejam só de mestrado ou   de mestrado e doutorado. 
- O conceitos 6 e 7  refletem alto padrão internacional e só são possíveis a programas que ofereçam cursos de   doutorado. 

Conceitos dos programas de pós-graduação da UFMG

De acordo com a  Avaliação Trienal 2013 realizada pela Capes, dos 63 programas de doutorado em atividade na UFMG, 31 foram apontados como de padrão internacional – classificados com as notas 6 e 7. Trata-se do maior percentual do Brasil (49,2%) de programas de doutorado com tais notas. A média nacional de programas com conceitos 6 e 7 é de 10%. Acesse a planilha com as notas finais obtidas pelos programas da UFMG: 

Conheça todos os resultados da Avaliação Trienal realizada pela Capes.