A cultura empreendedora no ambiente acadêmico da UFMG se favorece de políticas, grupos de pesquisa, linhas de financiamento, formação de mentalidades, organizações e diversas iniciativas nos espaços formativos.

A contribuição das fundações de pesquisa, das organizações estudantis e de incubação e transferência tecnológica são exemplos de estruturas que permitem à Instituição contribuir para uma melhor condição de vida da sociedade e para a produção de riqueza baseada em conhecimento.