Bronze em Tóquio, nadador Fernando Scheffer preparou-se para a Olimpíada no CTE-UFMG

Atleta é vinculado ao Minas Tênis Clube, que firmou parceria com a UFMG no ano passado

O nadador brasileiro Fernando Scheffer, que conquistou, na noite desta segunda-feira, 26 de julho, a medalha de bronze nos 200 metros livres da Olimpíada de Tóquio, realizou boa parte de sua preparação no Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da UFMG. 

Há três anos, Scheffer é atleta do Minas Tênis Clube, clube que mantém parceria com o Centro desde outubro de 2020. A cooperação garante a utilização da estrutura do CTE, em instalações como piscina e sala de musculação, e intercâmbio técnico com a equipe do Centro.

O atleta gaúcho viveu uma noite memorável no Centro Aquático de Tóquio, no Japão, ao cumprir a prova em 1m44s66. Além da medalha, ele quebrou o recorde sul-americano da modalidade. Scheffer só foi superado pelos britânicos Tom Dean, que ficou com o ouro (1min44s22), e Duncan Scott, com a prata (1min44s26).

Fernando Schffer também integra a equipe brasileira de revezamento 4x200, que se classificou para a final da modalidade, que será disputada na madrugada desta quarta-feira, dia 28.

Mais CTE em Tóquio

Além de Fernando Scheffer, outros três nadadores do Minas Tênis Clube que treinam no CTE participam dos Jogos Olímpicos em Tóquio.

A nadadora Beatriz Dizotti também competiu nesta segunda-feira, dia 26, nos 1.500 metros livre feminino. Ela terminou em segundo lugar na segunda bateria, com a marca de 16m29s37. Esse tempo, no entanto, não foi suficiente para levá-la à final.

Na quarta-feira, 28, competirão os nadadores Aline Rodrigues, na prova de 4x200m livre, e Vinicius Lanza, nos 200m medley masculino.

No atletismo, Rafael Henrique Campos Pereira, do Clã Delfos, que também utiliza as instalações do CTE, é um dos três representantes do Brasil na prova dos 110 metros com barreiras para homens. O atleta de 24 anos garantiu presença em Tóquio com a conquista da medalha de ouro no Campeonato Sul-americano, realizado em maio, em Guaiaquil, no Equador, com o tempo de 13s35.

Jogos Paralímpicos

Nos Jogos Paralímpicos, o CTE será representado pela atleta Izabela Silva Campos, no lançamento de disco, classe F11 (para cegos). A atleta garantiu sua vaga na seletiva promovida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, em junho deste ano, alcançando a marca de 35,60m. Izabela conquistou a medalha de bronze, na mesma categoria, na Rio 2016.

Piscina olímpica é referência em Minas

A estrutura para esportes aquáticos do CTE é referência no estado. Sua piscina olímpica tem dimensões de 65mx22,5m e 2m de profundidade, e configuração de 50m com oito raias para competições em raia longa. Seu sistema bulkhead (borda móvel) possibilita que ela seja adaptada para provas de natação em 50 e 25 metros, para disputas de polo aquático em 28 e 33 metros e para competições de nado sincronizado. 

Com a borda móvel, a piscina também pode ser dividida em duas piscinas semiolímpicas, o que favorece a realização de treinamentos simultâneos por um grupo maior de nadadores.

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Assessoria de Comunicação do Centro de Treinamento Esportivo da UFMG – CTE-UFMG | Mariana Gonçalves

(31) 9 8638-0936

Serviço