DAC lança pílulas literárias durante 8ª Semana de Saúde Mental e Inclusão Social da UFMG

A Diretoria de Ação Cultural (DAC) da UFMG lança hoje, 18 de maio, Dia Nacional da Luta Antimanicomial, o primeiro vídeo de uma série de três pílulas literárias produzidas pelos membros do Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados. Formado por portadores de sofrimento mental, o grupo desenvolve pesquisa na área teatral e audiovisual desde 2003. Os vídeos publicados no canal da DAC no YouTube (www.youtube.com/culturaufmg) integram a 8ª Semana de Saúde Mental e Inclusão Social da UFMG.

Sem quebrar o distanciamento social, os atores propõem "texturas, paisagens internas, cenografias particulares, derivações sobre o tempo e o sol, abrindo o campo da voz e da palavração, redescobrindo o coração, emoldurando ficções e reinventando realidades". Em cada vídeo, os atores compartilham fragmentos de literatura feitos durante a ocupação artística Casa Breve é o Corpo, que está sendo promovida pelo grupo nesta quarentena. 

A primeira pílula, denominada Elo, já está disponível no canal. Os demais lançamentos acontecem nos dias 19 e 20 de maio, sempre às 12h30, pelo www.youtube.com/culturaufmg. A 8ª Semana de Saúde Mental e Inclusão Social da UFMG é promovida pela Rede de Saúde Mental, e acontece de 18 a 22 de maio, em plataformas online.

O Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados foi formado em 2002 a partir do trabalho da atriz Juliana Barreto em oficinas de teatro nos Centros de Convivência da Rede Pública de Saúde Mental de Belo Horizonte. Os atores, usuários desse serviço, atuam de maneira independente desde 2003. Nestes anos de trabalho e pesquisa, desenvolveram dois espetáculos teatrais (Caixa Preta e Duo), três curtas metragens (Sapos e Afogados, Material Bruto e Cinema de Visibilidades Íntimas), uma residência artística (Casa Breve) e inúmeras performances.

Casa Breve é o Corpo

As pílulas literárias apresentadas a convite da Diretoria de Ação Cultural da UFMG são a primeira atividade da ocupação Casa Breve é o Corpo, promovida pelo Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados. Diante do contexto de distanciamento social imposto pela Covid-19, o grupo decidiu realizar a terceira edição da ocupação Casa Breve, intitulando-a Casa Corpo. A primeira edição aconteceu em 2011, a partir da ocupação artística de uma casa antiga no bairro Floresta. Em sua segunda edição, foi realizada uma residência artística de 30 dias. No último dia, a casa foi aberta para visitação pública, com uma programação de 24 horas ininterruptas. O espaço recebeu cenas de teatro, performances, concurso, shows musicais e exibição de filmes em todos os seus ambientes.

Serviço:

Casa Breve é o Corpo - pílulas literárias por Sapos e Afogados

8ª Semana de Saúde Mental e Inclusão Social da UFMG

Estreias nos dias 18, 19 e 20 de maio - às 12h30

www.youtube.com/culturaufmg

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Assessoria de Comunicação da Diretoria de Ação Cultural (DAC) da UFMG

(31) 3409-4152

www.ufmg.br/cultura

Serviço