Documentário da UFMG mostra encontro entre o saber tradicional e a academia

'Eu vim de muito longe', exibido pelo Programa Panorâmica, reúne primeiros registros audiovisuais de formação transversal

Os primeiros cursos oferecidos no âmbito da Formação Transversal em Saberes Tradicionais estão registrados no filme Eu vim de muito longe, exibido na íntegra pelo Programa Panorâmica, da TV UFMG. Segundo o professor César Guimarães, coordenador da formação, a produção consegue preservar o tempo compartilhado entre os mestres e os realizadores audiovisuais.

Cenas longas e montagem com pouca edição possibilitam ao espectador compreender a singularidade de cada mestre, seu modo de falar, seu canto e sua forma de agir. O professor Guimarães ressalta que a linguagem audiovisual, com seus recursos expressivos, precisa, assim como a própria sala de aula na Universidade, conceder hospitalidade, isto é, ser acolhedora com aquele que chega e enuncia sua fala.

Formação Transversal em Saberes Tradicionais foi criada na UFMG, em 2014, em caráter experimental, e instituída formalmente no ano seguinte. A iniciativa é inspirada e dialoga com a proposta do Encontro de Saberes nas Universidades Brasileiras, iniciativa vinculada ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa, coordenado pela Universidade de Brasília (UnB).

Ao promover hospitalidade aos saberes das culturas afrodescendentes, indígenas e populares, o projeto procura abrir a universidade a experiências de ensino e pesquisa pluriepistêmicas. Os cursos são abertos a qualquer aluno de graduação da UFMG.

Assista ao Panorâmica:  

Ficha técnica:

Roteiro e direção: Ana Fatorelli
Produção: Renato Temponi
Imagens: Antônio Soares
Edição de imagens: Márcia Botelho

Portal UFMG

Fonte

Assessoria de Imprensa da UFMG

Serviço