Hospital Veterinário da UFMG e Prefeitura de BH capacitam carroceiros

Projeto da UFMG é referência há 21 anos na assistência aos carroceiros; auxilia no depósito correto de entulho e minimiza impactos de enchentes

O projeto de extensão da UFMG intitulado Correção Ambiental e Reciclagem com Carroceiros de Belo Horizonte existe desde 1998 e atua em parceria com a Prefeitura da capital mineira na conscientização e capacitação dos carroceiros nos quesitos de tráfego urbano, bem-estar animal e depósito de entulho.

Segundo o gerente de Defesa dos Animais de Belo Horizonte, Leonardo Maciel, existem inúmeros depósitos de lixo clandestinos na cidade, o que ocasiona uma série de problemas como enchentes ou transmissão de doenças. Ao trabalhar a conscientização, os agentes que transportam lixo e entulho, como os carroceiros, passam a depositar os rejeitos da maneira correta nas Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes (URPVs), o que ajuda a solucionar em parte os problemas citados anteriormente. Os carroceiros também participam de palestras sobre cuidados com animais, regras de trânsito e melhorias nas condições de recebimento de resíduos nas URPVs

O Hospital Veterinário da UFMG também oferece uma série de serviços para os cavalos, com condições especiais aos carroceiros que têm registro no projeto. Segundo a professora Renata de Pino Albuquerque Maranhão, a equipe de Veterinária da Universidade faz as marcações dos animais e vacinação contra a raiva nas próprias URPVs, o que facilita o acesso ao projeto. No hospital, o carroceiro tem desconto nas consultas, ganha as diárias de internação e não paga procedimentos como exames. Há uma proposta de melhoramento genético para os animais usados nas carroças, por meio de inseminação.

Mais detalhes do projeto em vídeo produzido pela TV UFMG.

Equipe: Artur Horta (produção e reportagem); Antônio Soares (imagens); Otávio Zonatto (edição de imagens); Jessika Viveiros, Luciana Julião (edição de conteúdo).

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Assessoria de Imprensa UFMG

Serviço