Neise Neves, fundadora da Cia Pierrot Lunar, fala sobre o teatro na pandemia no ‘Aulas abertas’ do Centro Cultural UFMG

Para a atriz, convidada do projeto, mudanças permanecerão mesmo com o retorno das produções presenciais

A trajetória da companhia belo-horizontina Pierrot Lunar é usada como pano de fundo pela atriz Neise Neves para refletir sobre desafios e possibilidades do fazer teatral durante a pandemia, em mais um vídeo do projeto Aulas abertas, do Centro Cultural UFMG. Neise fala sobre as Novas janelas para o teatro - reflexão com a Cia Pierrot Lunar.
 
O grupo nasceu em 1993, no âmbito do Curso de Formação de Atores da Fundação Clóvis Salgado. Em 2007, iniciou pesquisa que segue até hoje sobre teatro narrativo, que busca formas de transpor a narrativa literária para a cena teatral. Desde 2008, a companhia funciona no Espaço Aberto Pierrot Lunar, situado no bairro Floresta, na Zona Leste de Belo Horizonte. Além de ambiente de pesquisa, a sede é local de encontros, por onde passam grupos, eventos e ações culturais que movimentam a cena artística da cidade.
 
No vídeo, a atriz destaca que as produções da Pierrot Lunar frequentemente dialogam com o cinema. Um espetáculo já virou filme e outros utilizam o audiovisual como parte da dramaturgia, como Um pouco de ar, por favor, que estreou em 2018. Assista às reflexões da atriz:


Com a pandemia, o espaço foi fechado, e a companhia teve de recorrer à internet e à câmera do celular para continuar criando e se expressando. Desse processo, nasceu o Quarentena teatral, conjunto de leituras dramáticas feitas em casa e divulgadas ao vivo pelo Facebook. Esse trabalho desdobrou-se no espetáculo Antigamente é quando?, com direção compartilhada, produzida e transmitida de forma on-line.
 
Para Neise Neves, o hibridismo de linguagens empregado pelo teatro pandêmico (on-line) já estava a caminho mesmo em palcos presenciais, tendo apenas sido acelerado pela necessidade de interatividade imposta pelo atual cenário. Ela acredita, inclusive, que, mesmo quando o teatro presencial voltar, as artes cênicas digitais já terão rompido fronteiras a ponto de permitir que qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, assista e interaja com os espetáculos.
 
Neise Neves é atriz, gestora cultural, professora e cantora, graduada em Comunicação Social e pós-graduada em Gestão Cultural. Ela é formada pela Fundação Clóvis Salgado, fundadora e integrante da Cia Pierrot Lunar e atual gestora do Espaço Aberto Pierrot Lunar. Além de produzir e atuar nos espetáculos da companhia, ela trabalha como preparadora de elenco e em produções audiovisuais.
 
O projeto Aulas abertas oferece ambiente de compartilhamento de ideias, conceitos, experiências e discussões contextualizadas pelo atual momento de crise. Uma nova aula é publicada toda semana nas redes sociais (FacebookInstagramYouTube) e no sitedo Centro Cultural UFMG. Todos os vídeos já lançados permanecem disponíveis nessas plataformas.

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Assessoria do Centro Cultural UFMG

(31) 3409-8290 / 3409-8291

www.ufmg.br/centrocultural

Serviço