UFMG é parceira do 3º Seminário Internacional de Soluções Baseadas na Natureza

Evento é gratuito e será realizado nos dias 10 e 11 de março, em Brasília (DF)

O professor Carlos Augusto de Lemos Chernicharo, do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental, representará a UFMG no 3º Seminário Internacional de Soluções Baseadas na Natureza (SbN), que ocorrerá nos dias 10 e 11 de março, em Brasília (DF). O evento é realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). O tema desta edição é O desafio da água e as cidades. A iniciativa conta com o apoio do projeto Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil.

A palestra do professor Carlos Chernicharo será no dia 10 de março, às 16h, com o tema A recuperação de recursos a partir do tratamento de esgoto pode impulsionar o setor de saneamento?. A palestra estará inserida no Painel 3 (Desafios e oportunidades para a universalização do saneamento no Brasil), que terá a participação de representantes dos seguintes órgãos: Agência Nacional de Águas (ANA), Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis. Confira a programação completa.

Segundo o professor, “são nítidas as barreiras e dificuldades para a adoção de uma visão de sustentabilidade no setor de saneamento no Brasil e, particularmente, na esfera do esgotamento sanitário. Problemas de ordem básica ainda são enfrentados no país, como o significativo déficit de cobertura por coleta e tratamento de esgoto. Todavia, a possibilidade de implantação de estações de tratamento de esgoto (ETEs) sustentáveis não compete com ou anula a necessidade de se dar continuidade à busca de solução para os desafios clássicos do esgotamento sanitário”.

Carlos Chernicharo ressalta que “a formulação de políticas públicas que considerem e valorizem o aproveitamento de recursos no saneamento é fundamental para o incremento da cobertura por coleta e tratamento de esgoto no país. Entre os exemplos de ferramentas que podem ser estruturadas para esse fim estão: os subsídios para o aproveitamento energético de biogás e a revisão de entraves legais para o uso de lodo no solo e para o reúso de água, reconhecendo que as barreiras não são de ordem tecnológica”.

Sobre o seminário

O objetivo é promover discussões sobre como enfrentar desafios urbanos por meio de soluções provindas da natureza, em busca de melhores qualidade de vida e resiliência climática. O Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (Oics), por meio de uma plataforma virtual, busca mapear e divulgar soluções urbanas inovadoras, contextualizadas ao território nacional. Nesse sentido, as Soluções Baseadas na Natureza são destaque nas pesquisas do observatório. 

Participam da programação representantes de instituições como: Agência Nacional de Águas (ANA), Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei), Water Joint Programming Initiative, Fundação Getúlio Vargas (FGV); UFMG, Instituto Catalão de Pesquisa da Água (Icra), Comissão Europeia, Centro Brasil Design (CBD), Fundação Boticário, entre outras. 

O evento conta com a parceria da ANA, dos ministérios da Economia (ME), das Relações Exteriores (MRE) e do Desenvolvimento Regional (MDR); da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema-DF); da ONU Meio Ambiente; e do GEF.

O CGEE é uma organização social vinculada ao MCTIC e atua na iniciativa por meio do Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (Oics), desenvolvido pelo Centro no âmbito do projeto CITinova, do ministério. O projeto conta com o apoio do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF) e implementação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). 

Informações pelo e-mail: cidades.sustentaveis@cgee.org.br.

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Com informações da Assessoria de Comunicação Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

(61) 3424-9667

Serviço