UFMG integra aliança lusófona para compartilhamento de recursos bibliotecários

Quarenta instituições, das quais cinco brasileiras, aderiram à iniciativa da Universidade de Macau

A UFMG e outras 39 instituições de ensino de diferentes países da lusofonia assinaram, na semana passada, a Aliança Bibliotecária Acadêmica entre a Região Administrativa Especial de Macau e os Países de Língua Portuguesa (ABAMAPLP). O acordo é uma iniciativa da Universidade de Macau, na China, e visa promover a cooperação e o intercâmbio entre as instituições, com foco no desenvolvimento e no compartilhamento de recursos bibliotecários. 

Assinaram o compromisso instituições acadêmicas de sete países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e China. No Brasil, além da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), integram a aliança a Universidade de São Paulo – que abordou a novidade em matéria no Jornal da USP –, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 

“A Aliança tem como propósito a cooperação especializada, por meio de troca de informações, realização de ações de formação, compartilhamento de obras e documentos, tanto virtual quanto fisicamente”, explica o professor Aziz Tuffi Saliba, diretor de relações internacionais da UFMG. 

Segundo Aziz, a aliança estabelece as condições necessárias para que haja diferentes possibilidades de trocas entre as instituições. “O acordo abre distintas possibilidades positivas para nossa comunidade e para outras instituições. Imaginamos que nossa comunidade terá mais acesso a obras e a documentos e melhores condições de divulgação de sua produção. Além disso, prevemos um maior engajamento internacional do nosso pessoal de biblioteca”, explica o diretor. 

“Além disso, a UFMG poderá contribuir com instituições de diferentes países de língua portuguesa, como Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau e Moçambique, proporcionando-lhes acesso a material de alta qualidade e expertise na área do acordo”, completa Aziz, que participou da cerimônia virtual de lançamento da iniciativa, na companhia do professor João Alberto de Almeida, decano do Conselho Universitário. 

Plataforma on-line

O primeiro resultado da aliança já está no ar: uma plataforma em que as universidades poderão compartilhar e ter acesso a livros e materiais didáticos em português e chinês.

“No que diz respeito a essa plataforma on-line, será disponibilizado um rico e diverso material bibliográfico em língua portuguesa, a ser usufruído pelos pesquisadores e alunos das universidades parceiras”, destaca Kátia Lúcia Pacheco, diretora da Biblioteca Universitária, que também participou da cerimônia, representando o Sistema de Bibliotecas da UFMG. 

“A Aliança é uma importante iniciativa para estreitar os laços entre essas comunidades acadêmicas e facilitar o compartilhamento de informações e materiais didáticos”, afirma a diretora.

Assessoria de Imprensa UFMG

Fonte

Divisão de Comunicação do Sistema de Bibliotecas da UFMG

(31) 3409- 5521

http://www.bu.ufmg.br/

Serviço