Notícias Externas

O que pensam as feministas sobre a participação dos homens no movimento?

Seis em cada dez feministas aceitam a participação de homens, aponta estudo

Caminhada de mulheres contra feminicídio no Rio de Janeiro
Caminhada de mulheres contra feminicídio no Rio de Janeiro Fernando Frazão | ABr

Pesquisa realizada pela plataforma virtual Gênero e Número com 153 mulheres aponta que 65,4% delas aceitam a participação dos homens na luta feminista. Enquanto 24,2% concordam em parte, 3,9% das entrevistadas discordam. O levantamento completo será divulgado no 49º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), que ocorre de 23 a 27 de outubro em Caxambu, Sul de Minas.

Entre as mulheres mais jovens, com idade entre 15 e 24 anos, apenas 29,7% concordam com a participação dos homens e 9,7% discordam. Já entre as mulheres acima dos 45 anos de idade, os dados se invertem: nenhuma delas discorda, 88,9% concordam, 8,3% concordam em parte e 2,8% não concordam nem discordam.

A coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher da UFMG (Nepem), Marlise Matos, acredita que esse tipo de levantamento ajuda a qualificar o debate. "É importante que os homens compartilhem alguns dos espaços de luta feminista. Uma sociedade mais igualitária, democrática e justa em relação ao gênero será positiva tanto para homens quanto para mulheres", comenta Marlise na coluna Gênero e Feminismo veiculada no Jornal UFMG desta quinta-feira, 5 de outubro de 2017.

Ouça a conversa com Soraya Fideles

Acesse a pesquisa completa na plataforma virtual Gênero e Número.