Notícias Externas

2013 cinco anos depois: como avaliar?

Especial da UFMG Educativa analisa consequências dos protestos

Registro dos protestos no Congresso Nacional
Registro dos protestos no Congresso Nacional Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Os protestos que marcaram junho de 2013 completam cinco anos em 2018. Os atos tiveram início contra os reajustes nas passagens de ônibus em capitais do país e ganharam proporções muito maiores. Depois das primeiras manifestações em São Paulo, milhares de pessoas foram para as ruas de diversas cidades com uma pauta extensa de reivindicações. 

Mas qual é a avaliação que pesquisadores e ativistas fazem dos desdobramentos daquele momento? Na primeira reportagem sobre o tema, a UFMG Educativa recupera alguns dos principais fatos e repercute algumas das demandas práticas como a melhoria do transporte público e mais participação popular nas diversas instâncias de decisões formais. 

Ouça reportagem de Larissa Arantes