Notícias Externas

Bancada feminina pode facilitar pautas pró-mulheres

Avaliação é da colunista de Gênero e Feminismo, Marlise Matos

A vereadora Marielle Franco (PSOL) no plenário da Câmara Foto
A vereadora Marielle Franco (PSOL) no plenário da Câmara Foto Renan Olaz / Divulgação / CMRJ

Um dia após a diplomação da bancada feminina que cresceu na  Assembleia Legislativa de Minas Gerais,  a coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher (Nepem/UFMG), Marlise Matos aponta que parlamentares de esquerda podem contribuir para um parlamento mais poroso às demandas das mulheres. Nesta semana em que foi sancionada a Lei Estadual de Combate ao Feminicídio, a Coluna Gênero e Feminismo comenta sobre o feminicídio de Marielle Franco, maior símbolo em 2018 de uma forma diferente de fazer politica. 

Ouça entrevista concedida a jornalista Soraya Fideles