Notícias Externas

Colunista de educação critica denúncia de gestores da UFSC pelo MPF

Marcos Taborda analisa questões de corporativismo de MPF e PF

Reitoria da UFSC
Reitoria da UFSC UFSC | Divulgação

O Ministério Público Federal de Santa Catarina denunciou o reitor da Federal de Santa Catarina, Ubaldo Cesar Balthazar e o chefe de gabinete da instituição, Áureo Mafra de Moraes, por injúria contra a delegada da Polícia Federal Érika Marena. Ela era responsável pela Operação Ouvidos Moucos. O motivo foi uma manifestação que pedia investigação sobre a condução da operação, que levou ao suicídio do reitor Luiz Carlos Cancellier, que foi preso, apesar das denúncias envolverem o reitorado anterior. Na coluna de Educação de hoje, o professor da Faculdade de Educação da UFMG, Marcus Taborda, critica a decisão do MPF.

Ouça entrevista concedida ao jornalista Vinicius Luiz