Notícias Externas

Exposição 'República da Cobra' discute momento político atual

Obras relacionam mito indígena com a polarização da sociedade atual

.
Randolpho Lamonier: "O ódio está sem uniforme, ele vem de onde a gente menos espera"
Facebook Periscópio Arte Contemporânea

A Lenda da Cobra Grande é uma das mais conhecidas do folclore amazônico, que fala de uma cobra, também chamada Boiúna, que começa a crescer de forma gigantesca e ameaçadora, abandonando a floresta e passando a habitar a parte profunda dos rios. Nesse mito, a Cobra Grande ameaçava a vida dos índios como um perigo iminente e constante. Uma exposição em cartaz agora na Galeria Periscópio Arte Contemporânea, chamada República da Cobra, se guia pela seguinte pergunta: o que seria essa tal cobra grande na república em que vivemos hoje? A mostra traz obras dos artistas Thiago Martins de Melo e Randolpho Lamonier. Randolpho que conversou com o programa Expresso 104,5, da rádio UFMG Educativa, nessa terça-feira, 18.

Ouça a conversa com Filipe Sartoreto

A exposição República da Cobra fica na galeria Periscópio Arte Contemporânea até o dia 5 de janeiro de 2019. O endereço é: Avenida Álvares Cabral, 534 - Lourdes. Para mais informações, acesse periscopio.art.br.

Com produção de Larissa Fernandes e Gabriela Sorice, sob orientação de Luiza Glória e Hugo Rafael