Notícias Externas

Extinção de cargos e gratificações no Poder Executivo afeta universidades federais

Medida foi anunciada em decreto presidencial publicado no dia 13 de março

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) fez levantamento sobre impacto do decreto 9.725 nas universidades
Levantamento do Andes revela sobre impacto do decreto nº 9.725 nas universidades Foto: Maycon Nunes

Decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro, no último dia 13 de março, extingue milhares de cargos em comissão e funções de confiança no poder Executivo Federal.  A medida atinge diretamente as instituições de ensino federais, com a extinção imediata de 119 cargos de direção e de 1.870 funções comissionadas de coordenação de curso.  

De acordo com levantamento realizado pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), cerca de 21 mil funções gratificadas e funções comissionadas serão eliminadas com a edição do decreto nº 9.725. A partir de 31 de julho, mais de 11 mil outras funções gratificadas nas universidades federais serão extintas. 

Ouça reportagem de Alessandra Ribeiro