Notícias Externas

Mulheres promovem discussão sobre descriminalização do aborto em quadrinhos e cartuns

Audiências públicas mobilizaram o recém-formado coletivo de quadrinistas ‘Corpas em Risco’, que elaborou a sua primeira ação

.
. Quadrinho de Lovelove6 / Facebook: https://goo.gl/LpbwjA

A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 442 (ADPF 442) defende que os artigos do Código Penal que criminalizam o aborto desrespeitam preceitos fundamentais da Constituição Federal, como a dignidade da pessoa humana, o planejamento familiar e os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres.

Como ocorre na discussão de alguns temas controversos no Supremo Tribunal Federal (STF), a relatora da ADPF 442 convocou uma audiência pública para que especialistas, ativistas e outros agentes sociais de fora do mundo jurídico pudessem dar o seu posicionamento sobre o assunto.

Essas audiências públicas mobilizaram o recém-formado coletivo de quadrinistas Corpas em Risco, que elaborou a sua primeira ação: produziram e compartilharam conteúdos pelo debate da descriminalização do aborto, registrando criticamente a audiência em formato de quadrinhos e cartuns.

A quadrinista Aline Lemos, membro do Corpas em Risco, falou sobre o tema e o trabalho em entrevista ao programa Universo Literário, da Rádio UFMG Educativa, nesta quinta-feira, 9.

Ouça a conversa com Gabriela Sorice

As ações do coletivo podem ser acompanhadas na página do coletivo no Facebook ou no perfil no Instagram.

Produção de Larissa Fernandes, sob orientação de Alessandra Dantas