Notícias Externas

Novas regras para financiamento de campanha começam a valer em 2018

Cientistas políticos comentam fundo de financiamento público e mecanismo de autofinanciamento

Recursos do Fundo Eleitoral virão de 30% das emendas parlamentares e do corte de gastos com propaganda eleitoral no rádio e TV
Recursos do Fundo Eleitoral virão de 30% das emendas parlamentares e do corte de gastos com propaganda eleitoral no rádio e TV Marcos Oliveira | Agência Senado

Em 2018, começam a valer as novas regras para o financiamento das campanhas eleitorais. Na noite da última sexta-feira, 6, o presidente Michel Temer sancionou parcialmente as mudanças propostas por deputados e senadores. As campanhas deverão respeitar limites de gastos que variam de R$ 1 milhão - no caso de campanha para deputado estadual - a R$ 70 milhões - nas campanhas para presidente.

Em parte, as campanhas serão financiadas pelo recém-criado Fundo Eleitoral, com recursos estimados de R$ 2 bilhões. A reportagem da UFMG Educativa conversou com os professores de ciência política Maria do Socorro Braga (UFSCAR) e David Fleischer (UNB) para compreender as mudanças e avaliar o fundo de financiamento público e o mecanismo de autofinanciamento.

Ouça a reportagem de Alicianne Gonçalves

Reportagem veiculada no Jornal UFMG desta segunda-feira, 9 de outubro de 2017.