Saúde

Permanência do uso medicinal de espécies da flora brasileira

Foi observando e estudando as propriedade curativas e terapêuticas de algumas espécies que o homem desenvolveu seus primeiros medicamentos. Com o tempo, esses estudos foram se especializando e novas técnicas de manipulação foram desenvolvidas. Desses processos, surgiram as indústrias farmacêuticas, que tomaram conta do mercado. Entretanto, nem o marketing agressivo dos laboratórios internacionais, que provocou a entrada maciça de medicamentos sintéticos no país, foi capaz de abalar um hábito secular do brasileiro o uso de plantas para fins medicinais. Em tese defendida na Faculdade de Farmácia, a pesquisadora Letícia Mendes Ricardo discute a permanência do uso medicinal de espécies da flora brasileira.

Ouça entrevista com Letícia Mendes Ricardo, autora da tese, farmacêutica e servidora do Ministério da Saúde, atuando com a política nacional de plantas medicinais e fitoterápicos. 

LETICIA MENDES RICARDO - USO MEDICINAL DE ESPECIES DA FLORA BRASILEIRA - 23-05-2017 (1).mp3