Notícias Externas

Presença de cobradores em ônibus se torna centro de polêmica

Prefeito promete aplicar mais multas contra empresas que descumprem lei

Cobradores

CMBH | Reprodução

Mais de R$ 5, 8 milhões. Esse é o valor das multas aplicadas pela Prefeitura de Belo Horizonte neste ano às empresas de transporte da capital por descumprimento da lei que regulamenta a presença dos cobradores nos coletivos. A nota divulgada pela prefeitura foi acompanhada pela declaração do prefeito Alexandre Kalil de que as empresas vão “receber o troco” por agirem da forma que querem com relação ao transporte na capital. Entidades ligadas aos cobradores e a população avaliam que a falta dos cobradores prejudica o transporte. 

Ouça a reportagem de Samuel Sousa