Notícias Externas

Chegada de mulheres ao legislativo deve ser comemorada, diz colunista

Marlise Matos analisa sucesso "relativo" de candidaturas femininas

Andreia de Jesus, deputada estadual eleita, e Áurea Carolina, deputada federal eleita
Andreia de Jesus, deputada estadual eleita, e Áurea Carolina, deputada federal eleita Muitas | Reprodução

Número de mulheres eleitas cresce nas Assembleias, inclusive de Minas Gerais, na Câmara e se mantém no Senado. Os dados são Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A chegada de mais mulheres ao Legislativo em 2019 deve ser comemorada, apesar de ainda não se ter atingido a barreira dos 30%. É o que aponta a  coordenadora do NEPEM, Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher, Marlise Matos. A cientista política cita dados  na Coluna Gênero e Feminismo desta semana e lista fatores que contribuíram para o sucesso relativo das candidaturas femininas. 

Ouça entrevista concedida a jornalista Soraya Fideles