Notícias Externas

Livro de escritora baiana leva Chapeuzinho Vermelho às ruas de Salvador

Narrativa de Palmira Heine mostra Chapeuzinho conhecendo a cultura local e falando um belo português, aprendido com os livros de Monteiro Lobato

Na releitura, personagem do século 17 passeia pelas ruas da capital baiana
Na releitura, personagem do século 17 passeia pelas ruas da capital baiana Reprodução

Já pensou em como seria se os personagens dos contos de fadas vivessem no Brasil? É essa imagem que a escritora e professora de linguística Palmira Heine, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), constrói no livro Chapeuzinho no Pelô

A autora traz uma releitura da obra publicada no século 17, por Charles Perrault, e leva a protagonista para Salvador, na Bahia. A história original é cercada de violência e a escritora muda esse cenário na nova versão.

A narrativa de Heine mostra Chapeuzinho conhecendo a cultura local e falando um belo português, que aprendeu com os livros de Monteiro Lobato. E apesar de ter se livrado do Lobo Mau, a garota é perseguida pelo irmão do vilão, o Dom Lobão.

A escritora e professora Palmira Heine falou sobre a releitura de Chapeuzinho Vermelho em entrevista ao programa Universo Literário, da Rádio UFMG Educativa, nesta quarta-feira, 9.

Ouça a conversa com Michelle Bruck

O livro pode ser encontrado no site Asas da Leitura. Outra opção para adquiri-lo é fazer contato com a autora, pelo e-mail pavibheine@gmail.com.

Produção de Maitê Louzada, sob orientação de Hugo Rafael e Luíza Glória