Notícias Externas

Parente que manda em governo não é novidade da gestão Bolsonaro

República brasileira acumula casos semelhantes na história

Da esquerda pra direita: deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), presidente Jair Bolsonaro (PSL), senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) e vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ)
Da esquerda pra direita: deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), presidente Jair Bolsonaro (PSL), senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) e vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ) TSE | Ascom

O que poderia ser uma poderosa família política está se transformando, na verdade, numa armadilha que está drenando o poder do presidente de Jair Bolsonaro.  A mais recente confusão protagonizada por um dos seus três filhos, Carlos Bolsonaro, considerado seu braço direito, resultou na queda do ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno. E influências de familiares e parentes não é exclusividade do clã Bolsonaro. Para especialistas, o nepotismo direto, cruzado ou indireto já é prática comum desde o início da república brasileira. 

Ouça reportagem de Vanessa Bugre, na voz de Luana Lima