Notícias Externas

Plataformas digitais precisam ser reguladas, defendem especialistas

Relação entre a propagação de notícias falsas e o funcionamento de sites e aplicativos é tema do episódio que encerra a segunda temporada do programa ‘Outra estação’

Relação entre as
Relação entre as 'big techs' e desinformação é o tema do 'Outra estação'Joshua Woroniecki | Pixabay

A pandemia de covid-19 reforça a percepção de que a divulgação de informações falsas pode gerar danos irreversíveis, inclusive quando incentivam práticas que põem em risco a saúde individual e o bem-estar coletivo. As grandes plataformas sociais digitais, como YouTube, Facebook e WhatsApp, são constantemente usadas na disseminação do que ficou conhecido pela expressão inglesa fake news

O episódio 89 do programa Outra estação, da Rádio UFMG Educativa, aborda a relação entre esses sites e aplicativos e a desinformação. Entre os assuntos do programa, estão o modo como essas tecnologias operam e a proposta de que, no Brasil, seu funcionamento seja regulado por uma legislação nacional.

Camilo Aggio: plataformas são pouco transparentes quanto ao modo como classificam e distribuem publicações
Camilo Aggio: plataformas são pouco transparentes quanto ao modo como classificam e distribuem publicações Acervo pessoal

Além de apresentar dados de pesquisas referentes ao uso de redes sociais, o Outra estação entrevistou quatro especialistas com experiência em áreas relacionadas à internet e plataformas digitais: Camilo Aggio, professor do Departamento de Comunicação Social da UFMG e pesquisador associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital; Renata Mielli, jornalista, coordenadora do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e doutoranda em Ciências da Comunicação na Universidade de São Paulo (USP); Larissa Gould, jornalista, pesquisadora do grupo Jornalismo, Direito e Liberdade (vinculado à Escola de Comunicações e Artes e ao Instituto de Estudos Avançados da USP) e secretária geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC); e José Faleiros, professor, advogado especialista em Direito Digital, doutorando em Direito na UFMG, na área de estudo Direito, tecnologia e inovação, e em Direito Civil na USP.

Fim de temporada
Esse episódio encerra a segunda temporada do Outra estação, iniciada em março de 2021 com o episódio 61, que abordou O que a ciência já sabe sobre a covid-19?. Após um ano e 29 episódios, a equipe da Rádio UFMG Educativa vai interromper a produção para preparar a terceira temporada. Continue acompanhando a emissora na frequência 104.5 FM, em Belo Horizonte, e na internet, em ufmg.br/radio.

Produção
O episódio 89 do Outra estação é apresentado por Alicianne Gonçalves. A produção é de Alicianne Gonçalves, Amélia Gomes e Tiago de Holanda, também responsável pela edição. Os trabalhos técnicos são de Breno Rodrigues e Cláudio Zazá. A coordenação de jornalismo é de Alicianne Gonçalves. A coordenação de programação é de Luíza Glória.

Em sua segunda temporada, o programa foi ao ar quinzenalmente, às quintas-feiras, às 18h, com reprise às sextas, às 7h. Os episódios podem ser ouvidos nos aplicativos de podcast, como o Spotify.