Notícias Externas

Por temer derrotas, governo já dá sinais de negociação com Congresso

Avaliação é do colunista de política, professor Carlos Ranulfo

Presidente Jair Bolsonaro, entre o vice, General Mourão, e secretário da Casa Civil, Onyx Lorenzoni
Presidente Jair Bolsonaro, entre o vice, General Mourão, e secretário da Casa Civil, Onyx Lorenzoni Marcos Corrêa | Presidência da República

Discurso duro, ação maleável. No quarto dia do governo Bolsonaro, gestão dá sinais de que pretende negociar com deputados ao articular apoio do PSL à candidatura de Rodrigo Maia à presidência da Câmara e ao flexibilizar idade mínima de aposentadoria na Reforma da Previdência. O colunista de política, pesquisador do Centro de Estudos Legislativos da UFMG, professor Carlos Ranulfo, avalia que medo de perder votações no Congresso, faz novo governo agir de forma mais pragmática.

Ouça a conversa com o jornalista Vinicius Luis