Notícias Externas

Atenção tripulantes! Mostra exibe os 13 filmes da saga Star Trek de graça

Na telona do MIS Cine Santa Tereza, todos os longas da série Jornada nas Estrelas, de 1979 a 2016, celebrando personagens icônicos como Sr Spock e Capitão Kirk

Franquia foi lançada com série em 1966
Franquia foi lançada com a série de 1966 IMDB

A partir desta quarta-feira, 3, o MIS Cine Santa Tereza embarca nas aventuras da nave Enterprise em uma mostra que reúne todos os 13 filmes da franquia Star Trek, ou Jornada nas Estrelas, como ficou conhecida no Brasil. A mostra Star Trek: uma jornada humanista traz os 10 longas produzidos entre 1979 e 2002, bem como o reboot e as novas sequências lançadas a partir de 2009 por J.J. Abrams.

O título da mostra destaca as temáticas humanista, multi-racial e anti-guerras que permeiam a franquia, que imortalizou personagens como Capitão Kirk e Spock. A narrativa se passa no século 24 dentro uma nave espacial onde um grupo de cientistas vasculha o universo em busca de novas culturas para além das fronteiras do Sistema Solar.

"Antes de Star Trek, os filmes de ficção científica traziam monstros e alienígenas invadindo e matando a humanidade. A franquia trouxe roteiros mais bem construídos e esses filmes passaram a ser mais respeitados dentro do universo cinematográfico", comentou o curador da mostra, César Gilcevi, em entrevista ao programa Expresso 104,5 desta quarta-feira, 3.

Apostando na diversidade e na convivência pacífica entre as diferentes raças interplanetárias, a franquia também coleciona críticas de grupos mais conservadores ao longo das décadas. Em 1968, a série trouxe o primeiro beijo interracial em um programa de TV dos Estados Unidos, entre a Tenente Uhura e o Capitão Kirk, o que na época provocou uma enxurrada de críticas aos produtores. A série mais recente, de 2017, disponível no serviço de streaming Netflix, apresenta um casal homoafetivo, mas a cena de um beijo gay foi cortada.

"A saga serviu para fazer a humanidade olhar para as suas próprias questões. Nos respeitar, nos curtir e nos conhecer, acabar com os fundamentalismos e as intolerâncias", completou o curador da mostra e fã da franquia, César Gilcevi.

Ouça a conversa com Filipe Sartoreto

Confira a programação completa da mostra no site da Prefeitura de BH.