Pesquisa e Inovação

Uso de insetos na alimentação animal reduz desnutrição e obesidade

Pesquisadores do ICA estão em busca de linhagens melhoradas de insetos para aprimorar a disponibilidade de nutrientes

Tenébrios produzidos em cativeiro
Tenébrios produzidos em cativeiro Foto: Amanda Lelis / UFMG

Já pensou em se alimentar com farinha de insetos? Pesquisadores do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG (ICA), em Montes Claros, descobriram que a inclusão de farinha de insetos na dieta de alguns animais é eficaz para a redução tanto da desnutrição quanto da obesidade.

O estudo está em busca de linhagens melhoradas de insetos para aprimorar a disponibilidade de nutrientes desses animais. Também está sendo avaliada a possibilidade de utilização de alguns componentes alimentares como suplementos ou aditivos.

O objetivo do estudo é definir um protocolo para a produção de insetos em cativeiro, destinados à alimentação animal e humana.

O zootecnista Diego Vicente da Costa, professor do ICA, falou sobre o uso de insetos na alimentação, em entrevista ao programa Conexões, da Rádio UFMG Educativa, nesta quarta-feira, 24.

Ouça a conversa com Luíza Glória

O Boletim UFMG também publicou reportagem sobre o trabalho, na edição de 1º de outubro.

Produção de Giulliana Santos e Maitê Louzada, sob orientação de Luíza Glória