Notícias Externas

Desencanto de eleitores pode abrir espaço para candidaturas feministas

Opinião é da colunista de Gênero e Feminismo, Marlise Matos

Marlise Matos: maternidade deve ser escolha

Karoline Barreto | CMBH

A quatro meses das eleições, Bolsonaro lidera corrida presidencial, seguido de brancos e nulos. É o que aponta pesquisa do portal Poder360, divulgada nesta semana. O levantamento faz um exercício com diversos cenários de intenção de voto, sempre com o ex-presidente Lula fora da disputa. O número de brancos e nulos chega a 29%, enquanto os indecisos fica entre 36% e 40%.  Os paradoxos da disputa eleitoral é tema da  Coluna Gênero e Feminismo desta quinta-feira. A  coordenadora do NEPEM/UFMG, Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher, Marlise Matos, aponta que, em meio à movimentação da bancada conservadora, o desencanto dos eleitores pode ser uma janela de oportunidades para o crescimento das candidaturas feministas e contra-hegemônicas. 

Ouça a conversa com a jornalista Soraya Fidéles