Notícias Externas

"Novo projeto do Escola sem Partido é versão piorada do anterior"

Coluna Gênero e Feminismo desta quinta analisa proposta

De gravação de aulas ao silenciamento dos grêmios estudantis, o novo projeto Escola Sem Partido, apresentado no primeiro dia de trabalhos legislativos no Congresso Nacional, é tema da coluna Gênero e Feminismo desta quinta-feira (07/02). 

A coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre a Mulher (Nepem/UFMG), Marlise Matos, avalia os 5 pontos principais do novo texto que considera uma versão piorada de perseguição aos professores e da agenda conservadora que  busca silenciar os movimentos estudantis. 

Ouça a conversa com a jornalista Soraya Fideles