Notícias Externas

Poesia de Nicanor Parra ganha primeira tradução para o português

Tradutora de ‘Só para maiores de cem anos - antologia antipoética’ conversou com o Universo Literário

.
. Reprodução

Autor de uma poesia não eloquente, que se aproxima da linguagem cotidiana, irônica, sarcástica, subversiva e provocadora, Nicanor Parra foi um dos principais poetas chilenos do século 20.

A antipoesia de Parra é bem ilustrada por meio do livro Só para maiores de cem anos - antologia antipoética, grande primeira antologia do escritor publicada no Brasil, que reúne 75 poemas, extraídos de seus principais livros. Os textos que compõem a obra foram selecionados e traduzidos pela professora, editora e poeta Joana Barossi e pelo também editor, poeta e tradutor Cide Piquet.

O conceito de antipoesia foi inaugurado por Nicanor Parra em seu segundo livro, intitulado Poemas e antipoemas. Desde o lançamento dessa obra, em 1954, até a sua morte, neste ano, o escritor seguiu se reinventando, a cada geração, por meio de suas publicações. Em seus 103 anos de vida, Nicanor Parra fez da poesia e da antipoesia uma poderosa arma de afirmação da vida.

A tradutora Joana Barossi falou sobre o livro em entrevista ao programa Universo Literário, da Rádio UFMG Educativa, nesta sexta-feira, 21.

Ouça a conversa com Michelle Bruck

O livro Só para maiores de cem anos - antologia antipoética, de Nicanor Parra, reúne 75 poemas de seus principais livros, que foram selecionados e traduzidos. Essa é a primeira grande antologia do escritor com versão brasileira, e é publicada pela Editora 34, em edição bilíngue.

Produção de Jaiane Souza e Maitê Louzada, sob orientação de Hugo Rafael e Luíza Glória