Notícias Externas

Maria Julieta Drummond de Andrade é tema de palestra na Academia Mineira de Letras

Filha de Carlos Drummond de Andrade, escritora também teve relevância na produção literária de romances e contos

Edmílson Caminha: pesquisador e amigo de Maria Julieta
Edmílson Caminha: pesquisador e amigo de Maria Julieta Acervo pessoal

Todos sabem da importância do escritor Carlos Drummond de Andrade para a literatura brasileira. Mas pouco se sabe ou se menciona que sua filha, Maria Julieta Drummond de Andrade, também teve grande relevância na produção literária de romances e contos no país.

Sempre rodeada por grandes obras e importantes personagens do mundo literário, Maria Julieta fez sua estreia na literatura precocemente, aos 17 anos, com a novela A Busca. Trinta e dois anos depois, aos 49, a escritora passou a escrever crônicas semanais para o jornal O Globo, onde constituiu um rico acervo.

O legado da romancista e contista é tema de palestra que será ministrada hoje, às 19h30, na Academia Mineira de Letras (Rua da Bahia, 1.466, Lourdes), pelo escritor, jornalista e professor de literatura brasileira e de língua portuguesa Edmílson Caminha.

O programa Universo Literário, da Rádio UFMG Educativa, levou ao ar nesta terça-feira, 13, entrevista com o professor Edmílson Caminha. Na conversa, ele falou sobre a importância da obra de Maria Julieta de Andrade e a singularidades de seus romances e crônicas.

Ouça a conversa com Maitê Louzada

Edmílson Caminha vai conduzir a conversa com o público, retomando as obras da autora e sua importância no cenário da literatura nacional. A participação no evento é gratuita. 

Mais informações podem ser consultadas no site da Academia Mineira de Letras.

Produção de Maitê Louzada e Gabriela Sorice, sob orientação de Hugo Rafael e Luíza Glória