Notícias Externas

Vereadores votam veto ao Passe Livre Saúde em BH

Proposta prevê transporte público gratuito para pacientes em tratamento no SUS

Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte
Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte Facebook/ CMSBH

Os vereadores de Belo Horizonte votam nesta sexta-feira, às 14h, o veto do prefeito Alexandre Kalil à criação do Passe Livre Saúde na capital.

A Proposição de Lei n° 76/2018, originária do Projeto de Lei 406/2017, de autoria do vereador Catatau do Povo (PHS), prevê gratuidade no transporte coletivo para pacientes que não têm condições de arcar com os custos das passagens para comparecer a consultas especializadas, exames e tratamentos como quimioterapia, fisioterapia e hemodiálise, na rede pública de saúde da capital.

Nos últimos dias, membros do Conselho Municipal de Saúde percorreram os gabinetes dos parlamentares na tentativa de sensibilizá-los e tentar garantir a derrubada do veto. Para isso, são necessários os votos de três quintos dos membros da Câmara, ou seja, 25 votos do total de 41 vereadores.

Ouça reportagem de Alessandra Ribeiro